segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Até o outro lado do rio

Entrei em canoa furada, com pessoa errada e sem salva-vidas
Ainda não afundei
Mas no fundo eu sei que não vou me salvar
E bate aquela incerteza se arrisco ou se não
E se tenho razão
Ou é porque eu sou sempre assim, sempre fujo de mim e não quero voltar
Pra tentar escapar dos meus contos de fada
Eu ouço calada e me sinto cansada
Vejo-me sem respostas pras suas propostas que não eram as que eu sonhei
E então parei...
Com minhas idéias infantis, agora tento ser atriz e interpretar papéis
Pra ver se me encaixo nesse mundo imundo
Prefiro o lado da razão
Porque confesso...
Cansei de viver de ilusão!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Só aprendi a não esperar

Decepção não mata, ensina a viver.
Naquela hora eu vi tudo desmoronar pouco a pouco
Como em uma seqüência enfileirada de dominós caindo sucessivamente
Um derrubava o outro!
Tudo aconteceu de repente
Mas cada peça se encaixava perfeitamente como num quebra-cabeça
Que antes não fazia sentido nenhum,
Pelo menos não me vem à memória
Ou na verdade fazia, mas eu não queria enxergar
Porque estava tão mergulhada nessa tal história
Perfeita onde via o bandido tão mocinho
Cheio de boa intenção
E bem no meio do caminho
Eu percebi que não era bem isso não!
Eu já vi essa cena algumas vezes
Como num Déjà Vu
Eu previa o que ia acontecer
Mas torcia para ser só um sonho!
Decepção deveria mesmo ensinar a viver
Eu continuo caindo no jogo
E catando os pedaços do que sobrou
Mesmo assim me sinto cada vez mais fria
A cada uma delas mais vazia
E sem esperança
Esperança é pra quem espera
Eu já esperei demais !

domingo, 27 de setembro de 2009

Quero sair de casa

Às vezes eu saio de foco
Não consigo chegar a algum lugar
Peço ajuda, mas quase sufoco
Faço planos e descubro que são enganos
Sonho alto
Ai preciso despertar
Descubro-me só
Grande de mais para mamãe
Mulher de mais para o papai
Penso em virar pó
Vejo a vida pela frente tenho medo do futuro
Medo como criança
Que sente medo do escuro
A vida brinca com a gente
É um jogo
Uma ilusão
Traz surpresa e decepção
Tem que amar e trabalhar
Viver para amar e trabalhar para viver
É difícil mas tenho que pensar em crescer!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O meu orgulho

Eu quis te evitar para fingir que não quero mais
Quis mostrar ser feliz para mostrar que sou capaz
Vou resistir não te ver para não me perder em teus braços
E dormir nos abraços que me trazem tanta paz
Eu evito conversas ao lembrar as promessas que nunca me fez
Não passo pela tua rua
Lembro que a culpa foi sua ou minha talvez
Que seja então, eu sou assim orgulhosa
E muito teimosa com as coisas do coração
Bato o pé, faço bico, viro as costas e evito
Eu quero ser dona da razão
Eu sou orgulhosa, ciumenta e teimosa
Mas sou corajosa se você se dobrar
Se não resistir em me ver partir e correr atrás
Quem sabe eu possa começar a te amar!

domingo, 20 de setembro de 2009

A arte de esqucer!

Esquecer é um suplício, me desfazer do meu vício de ter alguém pra amar!
Te confesso que sofri, tive alguém que por muito tempo vivi louca, apaixonada e que hoje quase sempre calada já nem sei por que não penso mais?!
Mas não me arrependo nem peço para o tempo voltar atrás
Também já não me surpreendo que o amor acabe que um dia ele desabe como folhas no chão, tão de vagar e triste como um outono no verão!
Mas não deixo de acreditar que o AMOR seja fundamental, ele é necessário na vida de qualquer mortal
Que se é chama e um dia apaga, viva firme e forte enquanto durar! E que quando acabe tenha muita história boa pra contar!
Esquecer leva uns dias, até mesmo algumas tardes vazias
Leva noites sem sono choros de abandono ou arrependimento
Esquecer deixa marcas, arranhões na alma e no coração, mas que trazem sempre uma lição
Esquecer é simples e complicado, rápido e demorado pra quem quer de alguma forma, tem quem nunca se conforma em esquecer alguma coisa
Esquecer envolve desapego, dias de sossego e solidão
Mas a pior parte de esquecer está no vazio, nas mentiras que te deixam mais frio, na ilusão de um amor perfeito, sem nenhum defeito
Esquecer na verdade é até fácil
Difícil é amar de novo!